Os filmes mais citados

 

Ao olharmos atentamente para a listagem dos filmes mais citados, há alguns dados que saltam aos olhos: primeiro, que os cinco filmes do topo da lista têm uma diferença significativa sobre os outros. Essa é uma informação crucial, porque se os outros títulos, digamos, flutuavam à medida que os votos chegavam, esses cinco parecem ser a fundação básica da tradição cinematográfica brasileira se vista por 2001, ou não, pois sempre estão e estiveram presentes na preferência da gente de cinema. Deus e o Diabo na Terra do Sol, Limite, Vidas Secas, Terra em Transe e O Bandido da Luz Vermelha: três filmes do cinema novo, um do chamado cinema marginal, e um último de exceção, fora de seu tempo. Este parece ser o cânone que se destaca nos números. Alguns nasceram clássicos (caso dos 3 do cinema novo), um foi redescoberto (Limite), e outro ganha importância a cada revisão. Depois, um pelotão intermediário, com o filme mais recente do grupo e maior surpresa em relação às outras listas, Cabra Marcado para Morrer; e outro cinemanovista, de uma segunda fase, mas igualmente seminal, Macunaíma. Depois destes, um outro pulo de votos, e aí é interessante notar que dez citações separam nove filmes, numa colocação bastante inconstante, onde se juntam 3 aos já citados 7 filmes nesta lista mas parece ficar claro que em outra pesquisa, quaisquer dos outros 6 poderiam tomar uma "vaga". Se desta vez foram mais citados Ganga Bruta, São Paulo S/A, A Hora e a Vez de Augusto Matraga e Os Fuzis, nada parece impedir que amanhã sejam Memórias do Cárcere, São Bernardo, Matou a Família e Foi ao Cinema, Eles Não Usam Black Tie ou Pixote. Depois, vem a grande variedade de nomes e estilos que ilustram as muitas propostas estéticas bem sucedidas no cinema nacional: as primeiras chanchadas (Carnaval Atlântida, O Homem do Sputnik), dois curtas (Ilha das Flores e Di Glauber), algumas fitas do anos 90 (Central do Brasil, seguido por Santo Forte, Cronicamente Inviável...) e outros extremamente pessoais (Filme Demência, Ritual dos Sádicos). Variedade de fato: dos 268 títulos citados, quase 200 receberam menos de 3 citações entre eles, Alô Alô Carnaval, Aruanda, Os Trapalhões nas Minas do Rei Salomão, e até A Velha Fiar.

Eduardo Valente e Juliano Tosi

* * *

70 citações:
Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha

62 citações:
Limite, de Mário Peixoto

60 citações:
Terra em Transe, de Glauber Rocha
Vidas Secas, de Nelson Pereira dos Santos

57 citações:
O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla

41 citações:
Cabra Marcado para Morrer, de Eduardo Coutinho

39 citações:
Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade

28 citações:
Ganga Bruta, de Humberto Mauro

27 citações:
São Paulo S.A., de Luiz Sérgio Person

25 citações:
A Hora e a Vez de Augusto Matraga, de Roberto Santos
Os Fuzis, de Ruy Guerra

19 citações:
Memórias do Cárcere, de Nelson Pereira dos Santos
São Bernardo, de Leon Hirszman

18 citações:
Matou a Família e Foi ao Cinema, de Júlio Bressane
Eles Não Usam Black-Tie, de Leon Hirszman

17 citações:
Pixote, a Lei do Mais Fraco, de Hector Babenco

14 citações:
Ilha das Flores, de Jorge Furtado
Rio 40 Graus, de Nelson Pereira dos Santos

13 citações:
Ritual dos Sádicos (ou O Despertar da Besta), de José Mojica Marins
O Assalto ao Trem Pagador, de Roberto Farias

12 citações:
Bang Bang, de Andrea Tonacci
A Lira do Delírio, de Walter Lima Jr.

11 citações:
O Padre e a Moça, de Joaquim Pedro de Andrade
Bye Bye Brasil, de Cacá Diegues
Central do Brasil, de Walter Salles
O Pagador de Promessas, de Anselmo Duarte
Toda Nudez Será Castigada, de Arnaldo Jabor

10 citações:
O Grande Momento, de Roberto Santos

9 citações:
Di, de Glauber Rocha
Rio, Zona Norte, de Nelson Pereira dos Santos
Todas as Mulheres do Mundo, de Domingos de Oliveira

8 citações:
Filme Demência, de Carlos Reichenbach
O Anjo Nasceu, de Júlio Bressane
O Amuleto de Ogum, de Nelson Pereira dos Santos
Noite Vazia, de Walter Hugo Khouri
Tudo Bem, de Arnaldo Jabor

7 citações:
Carnaval Atlântida, de José Carlos Burle
A Margem, de Ozualdo Candeias
O Profeta da Fome, de Maurice Capovilla
Santo Forte, de Eduardo Coutinho
O Cangaceiro
, de Lima Barreto

6 citações:
O Homem do Sputnik, de Carlos Manga
A Mulher de Todos, de Rogério Sganzerla
Aopção ou As Rosas da Estrada, de Ozualdo Candeias
O Caso dos Irmãos Naves, de Luiz Sérgio Person
Guerra Conjugal, de Joaquim Pedro de Andrade
Cronicamente Inviável,de Sérgio Bianchi
Os Inconfidentes, de Joaquim Pedro de Andrade
Porto das Caixas, de Paulo César Saraceni

5 citações:
O Segredo da Múmia, de Ivan Cardoso
Alma Corsária, de Carlos Reichenbach
Nem Sansão nem Dalila, de Carlos Manga
Amélia, de Ana Carolina
O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro
, de Glauber Rocha
Marvada Carne, de André Klotzel
Terra Estrangeira,
de Walter Salles e Daniela Thomas

4 citações:
À Meia-Noite Levarei sua Alma, de José Mojica Marins
Como Era Gostoso o Meu Francês, de Nelson Pereira dos Santos
A Idade da Terra
, de Glauber Rocha
O Viajante, de Paulo César Saraceni
A Hora da Estrela, de Suzana Amaral
Imagens do Inconsciente, de Leon Hirszman
Gordos e Magros,de Mário Carneiro
Perdida, de Carlos Alberto Prates Correia
Os Cafajestes
, de Ruy Guerra
O Desafio, de Paulo César Saraceni
O Homem Que Virou Suco, de João Batista de Andrade
Dona Flor e seus Dois Maridos, de Bruno Barreto
Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, de Hector Babenco